Archive for ‘Artesanato’

13/08/2017

Argila em Oração

argila em oracao

A arte tem poder de cura. Ao produzir, o artista desconstrói a obra em sua mente para só então criar, e o que determina o processo de criação é o material que será usado.

Dia desses resolvi utilizar a argila como ferramenta de criação. Já havia usado como instrumento educacional, mas a experiência de criar uma peça eu ainda não tinha vivido.

Este é um material amplamente utilizado para terapias. Entendi porque. A textura, a temperatura, a resposta às mãos, levaram-me à sensações especiais. Planejei um objeto, mas ao colocar a massa na mesa, ela mesma já tomou a forma que de fato deveria ter.

Enquanto amassava, moldava, criava, minha mente explorava lugares esquecidos da minha alma.

Lembrei-me então de uma frase bíblica que diz: “Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A súplica de um justo pode muito na sua atuação”. (Tiago 5.16)

Confessar pecados? Como posso abrir-me para as pessoas e confessar meus pecados? Fácil o exercício quando falamos do nosso maior amigo que é Deus. Confessar a ele nossos pecados nos ajuda a caminhar, mas confessar a outros?

Encontrei numa pesquisa rápida na internet o significado de confessar e entre tantas os sinônimos: dar-se e confiar. Levou-me à reflexão de que confessar meus pecados ou minhas falhas, meus defeitos a alguém, será uma ação de doação e confiança. É claro que não vou sair por aí contando meus defeitos para as pessoas, mas existem aquelas em quem realmente podemos confiar ou seja, família, e o pequeno e seleto grupo de amigos. Encontrei pela vida alguns deles, que mesmo quando confessei pecados e erros, fui acolhida com carinho. Amigos que são capazes de dizer: não importa o que você está passando, estou com você. Não importam suas fraquezas te amo simplesmente porque amo. Tive muitas decepções também, mas o que conta mesmo é que, quando encontramos um amigo verdadeiro e podemos contar sobre nós sem máscaras, o carinho recebido depois é curativo.

Enquanto esculpia na argila um ser sem rosto, mãos enormes e de joelhos em oração, desejei ser alguém assim: que acolha, que ouça, que seja confiável e que acima de tudo interceda para que o outro seja curado. O caminho para isso é o exercício tanto para a intercessão, quanto para a amizade. E a argila? Ah! Esta é apenas a minha primeira obra.

05/11/2013

E o lixo?

O lixo

Vai para o saquinho azul claro

Enfeitado de fuxico

Este slideshow necessita de JavaScript.

26/09/2013

Te desejo todas as cores

Tie Dye é pura poesia… tem vida própria.

O resultado surpreende e alegra.

Segue um pouquinho de Tie Dye do Canto do Ponto temperado com Carlos Drummond de Andrade:

“Para você, desejo o sonho realizado.

O amor esperado.

A esperança renovada.

Para você, desejo todas as cores desta vida.

Todas as alegrias que puder sorrir.

Todas as músicas que puder emocionar.

Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,

que sua família esteja mais unida,

que sua vida seja mais bem vivida.

Gostaria de lhe desejar tantas coisas.

Mas nada seria suficiente…

Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.

Desejos grandes e que eles possam te mover a cada minuto, ao rumo da sua felicidade”

Este slideshow necessita de JavaScript.

20/09/2013

Peixe

Outro dia amanheci bem cansada. Corpo dolorido, mente vagarosa. Até meus cabelos pareciam doer. Meu marido chegou para almoçar e me aconchegou. Carinho bom que remedia.

Mais tarde, antes de voltar para o trabalho me disse: Hoje você descansa. Não faça nada!

Assim que saiu tive uma ideia ótima: Quem nada é peixe.

E fiz uma almofada macia e colorida.

Daí me deparo com um texto de Cora Coralina… emudeci.

Meu Destino.

Nas palmas de tuas mãos
leio as linhas da minha vida.

Linhas cruzadas, sinuosas,
interferindo no teu destino.

Não te procurei, não me procurastes –
íamos sozinhos por estradas diferentes.

Indiferentes, cruzamos
Passavas com o fardo da vida…

Corri ao teu encontro.
Sorri. Falamos.

Esse dia foi marcado
com a pedra branca da cabeça de um peixe.

E, desde então, caminhamos
juntos pela vida…

Este slideshow necessita de JavaScript.

20/09/2013

Bolsa de criança

Segue imagens de duas bolsinhas que fiz para irmãs. Uma antiga encomenda, as meninas adoraram.

Este slideshow necessita de JavaScript.

19/09/2013

Baú de Segredos

É lá no fundo que está muitas vezes nosso querer, nossas contidas emoções, nossos segredos e sonhos…

É no baú que guardamos memórias, nem sempre boas, que abrimos de mansinho e fechamos rapidamente.

É lá fundo do baú que encontramos o que procurávamos porque serve para guardar uma parte de nós mesmos.

Rubem Alves nos fala sobre o quarto do mistério. Penso que dentro do quarto ainda  temos um baú!

Dia desses encontrei um que me procurava pela rua. Quando o encontrei sujo e abandonado fiquei pensando nos segredos  que guardou um dia.

Trouxe para perto e transformei-o num baú que guarda coisas boas. Porque aqui em casa não temos armários, temos prateleiras que mostram o que somos mas, de vez em quando é bom ter um baú de segredos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: