19/09/2013

Baú de Segredos

É lá no fundo que está muitas vezes nosso querer, nossas contidas emoções, nossos segredos e sonhos…

É no baú que guardamos memórias, nem sempre boas, que abrimos de mansinho e fechamos rapidamente.

É lá fundo do baú que encontramos o que procurávamos porque serve para guardar uma parte de nós mesmos.

Rubem Alves nos fala sobre o quarto do mistério. Penso que dentro do quarto ainda  temos um baú!

Dia desses encontrei um que me procurava pela rua. Quando o encontrei sujo e abandonado fiquei pensando nos segredos  que guardou um dia.

Trouxe para perto e transformei-o num baú que guarda coisas boas. Porque aqui em casa não temos armários, temos prateleiras que mostram o que somos mas, de vez em quando é bom ter um baú de segredos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

18/09/2013

Bolsa Carteira

 

Chique e muito usada ultimamente, elas chegam no Canto do Ponto bem brasileiras: coloridas em algodão e chita.

São as bolsas-carteiras que também podem ser usadas como porta maquiagem ou organizador de bolsas.

Confira:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

17/09/2013

Não cai não que dói

Desde que meus filhos eram pequenos tenho uma brincadeira com eles para aliviar a dor.
Quando vinham chorando depois de um tombo ou de uma cabeçada em algum lugar eu dizia:
“Não faz isso não que dói!”
Eles riam da brincadeira, porque claro… ninguém se machuca porque quer.
Semana passada foi uma amiga querida que caiu na rua. É! Tem mais essa em São Paulo: Nossas calçadas não contribuem para quem precisa andar pela cidade.
Ela ficou triste e dolorida, e nós também.
Seu marido me deu a calça pantalona que tecnicamente a fez cair, para evitar, assim, que a usasse novamente e eu cortei as pernas da calça transformando-as em almofadas.
Foi quando lembrei de um versículo da Bíblia que nos faz ter ânimo… veja-o impresso nas almofadas.
Ah! espero que ela goste do presente.

coruja de retalho001

 

17/09/2013

Modinha

Ok.

Me rendi. Eles são fofinhos demais. Transformei os personagens em almofadas.

Quer uma? Entre em contato comigo através do email.

angry birdsDSC00129 angry birdsDSC00124 angry birdsDSC00125 angry birdsDSC00127

10/06/2013

Amor de vó não se explica. Se experimenta.

Tenho ouvido muito sobre este amor ultimamente e vejo em minha mãe também. Fiz um poema para ela: Dona Rosalina. Mãe dedicada. Vó querida.

Meus filhos vêem nela um porto seguro, um lugar de apoio, de paz e segurança. A casa dela é especial. Tem cheiro, sabores, cores e sons inesquecíveis. Meu pai, em sua companhia faz deste lar um pouquinho do céu.

O dia dos avós está chegando, mas adiantei-me nesta postagem em homenagem às queridas e dedicadas vovós que conheço e que são homenageadas diariamente.

Beijo vovós, espero que gostem da poesia.

 

(Poesia de Glaucia Machado)

Na casa da minha avó é sempre festa.

Tem pipoca, tem bolinho e isso é bom à beça

Nas noites frias de inverno é quentinha

E nas tardes de verão fica bem fresquinha

Vovó conta histórias diferentes

Que não se encontram nos livros da gente

Conta histórias comoventes

E aquelas, que de tanto medo batemos os dentes

Quando caio e me machuco, me dá um abraço acolhedor

Daí me oferece um suco e logo esqueço da dor

Nossa diferença é só na idade

Porque ficar longe dela me mata de saudades.

Dizem que vó é mãe duas vezes,

Outros dizem que é mãe com açúcar…

Não sei de nada disto.

Só sei de uma coisa e insisto:

Vó é vó, sem tirar nem por

E entre mim e ela existe um grande amor.

16/05/2013

Como diz meu filho: CATO

Só entendi a alegria de ter um gato quando fui adotada pelo Pascoal.

Obediente, amigo, ordeiro, feliz… são algumas de suas qualidades. É um gato estranho que come a verdura dos coelhos e que cuida deles também. De vez em quando o flagro lambendo o Holy… teria sido amigo da Tiquinha (piriquito), mas ela é temperamental demais e a relação não funcionou.   Lucas chama o Pascoal de: CATO… brincadeira dos dois.

Então… nos apaixonamos por gatos. Em nossa casa portanto, muitos gatos espalhados pelos cantinhos…

Este fiz com sobras de tecido. Separo uma sacola para restos de linhas e retalhos pequeninos enquanto costuro e enchi o gatinho com uma destas sacolas. No final aproveito tudo!

A ideia do gato peguei na internet, mas já nem lembro onde.

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: